Engenharia química da Unisul testa qualidade do ar com equipamento único em SC

 

O projeto ‘’Monitoramento da qualidade do ar’’ que está sendo desenvolvido pelo curso de engenharia química da Unisul, é o único do estado a utilizar um equipamento que monitora a qualidade do ar em tempo real.

Segundo o coordenador do projeto, professor Marcos Mazzuco, que também coordena o curso de engenharia química, o equipamento para o monitoramento custou cerca de um milhão de reais e foi patrocinado por uma empresa de energia elétrica de Santa Catarina, que também financia o projeto.

Há quase um ano, cinco estudantes de engenharia química e engenharia do petróleo se reúnem todos os dias em um pequeno prédio, ao lado da horta do Cettal, para monitorar a qualidade do ar. Os estudantes se dedicaram ao trabalho desde a montagem e instalação do equipamento, até as análises e cálculos diários da qualidade do ar.

O monitoramento é feito através de um aparelho instalado no alto do prédio, que a cada instante transmite a quantidade de gases no ar para serem medidos e analisados. Os alunos ainda estão fazendo o teste de confiabilidade do equipamento, mas já garantem noventa por cento da qualidade do produto.

O projeto faz parte dos serviços prestados para a Fundação do Meio Ambiente de Tubarão, e também vai resultar em um trabalho cientifico do grupo. O objetivo é que em pouco tempo esses resultados, que serão os únicos dessa natureza em Santa Catarina, possam ser divulgados em um site para acesso público.