ADFT/Unisul/Orleplast perde em casa pela Liga Nacional de Futsal

Nilton Veronesi‏

A equipe perdeu para Floripa Futsal por 3 a 1, na Arena Estener Soratto

Foto: Nilton Veronesi
Foto: Nilton Veronesi

Não foi dessa vez que a ADFT/Unisul/Orleplast conquistou o primeiro ponto na Liga Nacional de Futsal. A equipe perdeu para Floripa Futsal por 3 a 1, na Arena Estener Soratto. A segunda-feira, com o termômetro marcando 17 graus, não afastou o torcedor. Cerca de 300 espectadores prestigiaram o time tubaronense.

O jogo começou pegado, truncado, mas a equipe florianopolitana abriu o placar logo aos dois minutos. Em uma falta pela direita, a equipe comandada pelo ex jogador da seleção brasileira, Vandré, abriu o placar com Hugo, após uma jogada bem ensaiada.

A primeira etapa foi um desastre para o time de Tubarão. A equipe não se encontrava. O técnico Athiê Melo quase perdeu os poucos cabelos. Se não fosse o goleiro Raphael Zabot, Binho e Jedson o Floripa teria ampliado o marcador.

Saiba mais sobre a Liga Nacional 

Mais notícias sobre a equipe do Floripa Futsal

Quando o árbitro terminou o primeiro tempo, ouviu-se um suspiro de alivio de boa parte da torcida tubaronense.

– Entendemos que a equipe é jovem, mesmo assim já vi atuações melhores da gurizada. Hoje o negócio está feio – lamentou o empresário Murilo Anselmo.

No segundo tempo a história mudou. A ADFT/Unisul/Orleplast voltou mais organizada, criou boas chances, mas a velha máxima do futebol, serviu no futsal. Em outra jogada ensaiada, o goleiro Rapha rebateu para o meio da área e Jedson não titubeou, 2 a 0 Floripa.

Foto: Nilton Veronesi
Foto: Nilton Veronesi

Engana-se quem pensa que os tubaronenses se desequilibrariam. Em ótima triangulação entre Jedi e Ewandro, a bola sobrou para Rafinha, que colocou a bola no canto direito de Jnhony. Placar eletrônico marcava 2 a 1 e faltava oito minutos para o fim. Uma eternidade pro futsal.

A partir daí o jogo foi lá e cá. A ADFT colocou Rafinha como goleiro-linha. Na primeira bobeada o goleiro Jhony defendeu e chutou por cobertura para fora. No segundo erro dos tubaronenses, Binho, que infernizou a desefa adversária, marcou o terceiro do Floripa. 3 a 1.

Não houve reação, após o término, torcedores reconheceram o esforço dos atletas e os brindaram com muitas palmas e gritos de apoio.

– Nosso time é 90% formado pela rapaziada da base. São garotos de 17, 18, 19 anos. Temos que ter paciência. Infelizmente não foi o que planejamos, mas seguiremos trabalhando – explicou o técnico Athiê.

 

Ficha técnica

  • ADFT/Unisul/Futsal: Rapha, Jedi, Benachio, Dantas, Rafinha, Torres, Esquerda, Gulherme, Evandro, Marlon, Dude e Pakito
  • Floripa Futsal: Djony, Filipinho, Perú, Vinicius, Renan Fuzo, Guina, Erverson, Jedson, Vini, Da Rosa, Yan, Binho, Hugo e Andrei
  • Gols: Hugo, Jedson e Binho (Floripa). Rafinha (Tubarão).