Clubes de futebol de SC inovam e criam TV própria

Os clubes profissionais de futebol de Santa Catarina buscaram uma solução inovadora para a transmissão dos seus jogos no campeonato estadual de 2018. Com a dificuldade de vender as partidas para uma TV fechada, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) junto à Associação de Clubes de Santa Catarina (SC Clubes) resolveu ter o seu próprio meio de transmissão ao vivo via internet. A ideia se concretizou com o lançamento do FCPlay.tv.

Segundo as instituições, a plataforma é um canal do clube que, à longo prazo, vai se tornar o gerador, o produtor e o vendedor do seu próprio conteúdo. Isso além de gerar receitas com patrocínios e vendas de assinaturas, contribuirá para a aproximação dos torcedores com as equipes.

A Federação ainda ressalta que o FCPlay é uma forma de transformar todos os times em grandes, já que todos os clubes têm o mesmo espaço e investimento no projeto.

A plataforma foi inaugurada no segundo turno do Campeonato Catarinense da Série A de 2018. Todas as partidas que não tinham veiculação pela TV aberta foram transmitidas pelo FCPlay.tv em streaming, ou seja, ao vivo pela internet.

Os jogos foram comercializados pelo site e o torcedor que quisesse acompanhar o time do coração pela internet tinha duas opções de compra. A primeira oferta era o pacote com todos os jogos do segundo turno por R$ 49,90. O pacote incluía qualquer jogo que não tivesse em TV aberta, mesmo que fosse do time adversário. A segunda opção era de comprar um jogo específico. Cada jogo individualmente custava R$ 9,90.

As transmissões incluíram o pré-jogo, com informações sobre as equipes, a narração e comentários durante a partida e, ao final, entrevistas com os jogadores e melhores momentos.

O lucro do projeto deve vir por meio de venda de patrocínios e assinantes. Os patrocínios podem ser vendidos pela Federação e serem veiculados em todos os jogos, assim a renda é distribuída para todos os clubes de forma igual, ou por cada equipe. Se uma equipe vender um patrocínio local para o seu jogo específico, a renda é distribuída da seguinte forma: 50% será para a equipe que vendeu 10% para a equipe adversária, e os outros 40% serão divididos para as outras equipes do campeonato. Dessa forma até as equipes menores e com pouca visibilidade são beneficiadas com a FCPlay.

A principal dificuldade enfrentada no Campeonato Catarinense foi a falta de internet de qualidade nos estádios que receberam os jogos. Como a transmissão é feita via internet, se essa não for de qualidade, a transmissão é perdida ou os jogos não chegam na casa dos torcedores em boa qualidade. Esses foram os motivos da maioria das reclamações.

Mesmo com alguns problemas, a plataforma deve evoluir para o ano de 2019 e continuar a conquistar a aceitação dos torcedores, já que o objetivo do canal é se transformar em uma TV oficial de cada clube, com informações e conteúdos exclusivos destinados aos admiradores do futebol.

Texto: Letícia de Oliveira