Corpo de Bombeiros Voluntários: 10 anos em Jaguaruna

O trabalho dos bombeiros voluntários na região é um exemplo para muitos, pois eles são pessoas normais que trabalham, têm família e nas horas vagas ainda dedicam um tempo para ajudar pessoas que nem conhecem e salvando vidas.

Os voluntários recebem o mesmo treinamento de um bombeiro, mas não exercem a atividade como profissão, é totalmente voluntário, sem remuneração.

A ideia dessa unidade de bombeiros voluntários no munícipio de Jaguaruna surgiu de Alicio Bitencourt, que na época era vereador da cidade. Ele conta que na época a sociedade não acreditava que o projeto pudesse vingar.

Em meados de 2006, havia uma condição de autoridades civis e políticas na cidade de Jaguaruna que se juntaram a Alicio e, assim como ele, queriam montar uma unidade de bombeiros voluntários na cidade. Diante disso, foram feitas diversas audiências, vários contatos com deputados e com o secretário de segurança pública. O governo do Estado sempre dizia que Jaguaruna não tinha efetivo, estrutura e nem viaturas para instalar uma unidade de bombeiros, até porque antes de Jaguaruna havia outras cidades que já estavam na fila para ser instalado, que seria Sombrio e Turvo.

“Em 1994, quando servi o exército brasileiro, participei das olimpíadas representando Tubarão em Joinville. Chegando lá conheci uma unidade de bombeiros voluntários, e foi aí que a minha curiosidade aumentou. Queria saber como funcionava? Como eram os trabalhos? E comecei a pesquisar, diante da pesquisa que fiz, descobri que os bombeiros voluntários são 10 anos mais antigos aqui em Santa Catarina do que os próprios bombeiros militares” diz Alicio, que hoje é diretor dos bombeiros voluntários de Jaguaruna.

Ronaldo Benedet, na época secretário de segurança pública do Estado, defendia que Jaguaruna não tinha condições de receber uma unidade de bombeiros na cidade. Alicio, como já conhecia os Bombeiros de Joinville, apresentou o projeto a comissão que se fazia ali presente e se prontificou a levá-los na unidade de Joinville em uma visita técnica.

Chegando lá, eles se admiraram com a estrutura, com o fardamento, qualidade de atendimento, a forma como eles trabalhavam voluntariamente nas suas horas vagas, porque ali tinha, médicos, advogados, funcionários públicos, entre outros.

O prefeito e a comissão de Jaguaruna, logo após essa visita a Joinville, optou por encaminhar os bombeiros voluntários na cidade, foi aí que tudo começou.

“Sendo assim, somos a única unidade de bombeiros voluntários no Sul do Estado de Santa Catarina”, diz orgulhoso o diretor dos bombeiros.

No inicio havia uma grande desconfiança da população, “A farda era diferente, as viaturas eram diferentes e a estrutura era muito pequena, algumas pessoas chegavam a nos perguntar se realmente éramos bombeiros de verdade, e sempre explicávamos dizendo que a única diferença dos bombeiros voluntários para os demais era a farda, pois o treinamento, a capacidade e as normas técnicas são as mesmas”, complementa Alicio.

Existem bombeiros voluntários por todo o mundo. Em Portugal 100% dos bombeiros são voluntários. Na Alemanha 90% e nos Estados Unidos 40%.

Para se tornar um bombeiro voluntário basta ter vontade e disponibilidade. Feita a inscrição é só dar início ao curso de formação. O curso é teórico e prático com duração de oito meses. Durante o treinamento, o aluno passa por módulos que vão lhe trazer conhecimento na área Pré-Hospitalar, combate a incêndios, resgate veicular, resgate em altura, dentre outros na área de bombeiro. Alcançado aproveitamento satisfatório no curso o aluno se forma bombeiro, vindo a ter seis meses de um período de experiência, tempo suficiente para o bombeiro se firmar na atividade.

O comandante da unidade de Jaguaruna Ugo Medeiros explica como a unidade se mantém “A nossa unidade de bombeiro como é totalmente voluntária se mantém através de parcerias com poder público municipal (Jaguaruna, Sangão e Treze de Maio) com elaboração de plano de trabalho anual. Também com parcerias de empresas privadas, a comunidade ajuda através de contribuição na fatura de energia elétrica, campanhas, bingos, etc..”

A unidade de Bombeiros de Jaguaruna conta hoje com 45 voluntários entre operacional e administrativo e atende também a região de Sangão e Treze de Maio.

Atualmente se encontra em construção a nova sede da corporação onde a estrutura projetada irá abrigar melhor os bombeiros, os equipamentos e também irá receber melhor a comunidade em geral, pois o ambiente em que a unidade se encontra hoje não suporta mais a necessidade de espaço que os bombeiros precisam.

Seja você um bombeiro voluntário também, contato através do telefone: 3624-1213. Facebook

E-mail: jaguaruna@abvesc.com.br

A sede dos bombeiros voluntários de Jaguaruna, Sangão e Treze de Maio fica localizada na Rodovia Arno Arnaldo Napoli em Jaguaruna.

 

Texto: Débora Dias