Nunca é tarde para começar

A expectativa de vida no Brasil tem aumentado e, por isso, a população tem se preocupado ainda mais com a atividade física na terceira idade

Para viver muito, é preciso viver bem. E este tem sido o maior desafio das atuais gerações: alcançar a longevidade com qualidade de vida. Porém, com hábitos saudáveis, isso pode ser mais fácil. E a prática regular de atividades físicas é um ponto chave para melhorar a resistência e disposição no dia a dia, já que na terceira idade a mobilidade e força muscular começam a ficar comprometidas.

A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) indica que os exercícios físicos estejam na rotina das pessoas de qualquer idade, já que eles auxiliam na prevenção/tratamento para a depressão, diabetes, osteoporose e doenças cardíacas, além de contribuir pela melhora na qualidade de vida, gerar mais confiança e independência.

Confira as modalidades mais indicadas pela Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte:

Caminhada: Esta atividade ajuda a prevenir problemas como a obesidade, fortalece ossos e articulações, melhora a circulação sanguínea, capacidade cardíaca e pressão arterial. A SBGG recomenda a caminhada (passos rápidos) entre 30 minutos e uma hora por dia.

Atividades aquáticas: Exercícios físicos na água, como natação e hidroginástica, propiciam o fortalecimento dos músculos e melhoram a saúde cardiovascular e respiratória, e têm como vantagem o impacto reduzido pela água. Também podem diminuir o estresse nas articulações.

Dança: A dança permite o exercício de vários grupos musculares e propicia benefícios na agilidade, coordenação motora e equilíbrio. A prática também pode estimular o convívio social e a interação com outras pessoas, refletindo na autoestima do idoso.

Alongamento: Os exercícios de alongamento também aparecem como opções simples e eficazes para melhorar a capacidade funcional e a qualidade de vida dos idosos. Um exemplo é o pilates, que contribui para a flexibilidade, equilíbrio e fortalecimento da musculatura.

Musculação: A musculação ajuda a aumentar a força muscular e o desempenho físico geral, e como consequência, previne o avanço de limitações funcionais e ainda contribui para o alívio de dores crônicas, como a artrite.

Em Tubarão, o Sesc possui o projeto Idoso em Foco, com o objetivo de fortalecer a rede de relacionamento entre pessoas e instituições envolvidas com o tema do Envelhecimento. Possui parceiros que atendem o público idoso, como representantes de instituições e associações, profissionais, membros de conselhos municipais, entidades sociais, da sociedade civil, setores de órgãos públicos das diversas áreas como: assistência social, saúde e educação. As reuniões ocorrem ao longo do ano, e a partir delas é elaborado um calendário de atividades com e para idosos.

Texto: Silvana Maurílio