Pedalando em direção a uma vida mais saudável

Em um mundo onde o número de carros está quase ultrapassando o número de pessoas nas grandes cidades, aderir às bicicletas como meio de transporte alternativo não parece ser má ideia. Muito pelo contrário, essa prática só traz benefícios, tanto para a mente quanto para o corpo.

De acordo com uma pesquisa feita pelo portal espanhol ISGLOBAL, disponibilizada no site saúde.abril, a bicicleta é o meio de transporte que mais beneficia a saúde das pessoas, até mesmo, quando comparada com a caminhada. Adotar esse meio para o dia a dia resulta em vários resultados positivos, como por exemplo, melhora da resistência muscular, aumento do fôlego, perda de peso, melhoras na circulação sanguínea, entre outros.

Na Holanda, metade da população nacional utiliza a bicicleta como meio de transporte principal, e resultados desta postura melhoraram até a infraestrutura do trânsito holandês. Já aqui, no Brasil, a prática vem conquistado a população pouco a pouco. Como é o exemplo do DJ e massoterapeuta Adriano Sálvio, que em entrevista para o portal saudebrasilportal.com.br, disse como adotou a bicicleta como um meio de exercício e transporte.

Claro, adotar a bicicleta como meio de transporte regular pode ser difícil no começo. Para uma pessoa despreparada, pedalar 20km vai ser uma tarefa dificílima. O correto a fazer no início é intercalar a bicicleta com um meio motorizado, como por exemplo, ônibus ou metrô. Isso até o corpo ir se acostumando com o ritmo das pedaladas.

Usar a bike para ir trabalhar ou estudar também é um enorme benefício para o meio ambiente, que sofre bem menos com os gases tóxicos emitidos pelos escapamentos dos carros. Ainda assim, é necessário escolher o tipo de bicicleta adequado para seu tipo físico e tipo de trajeto. Além do mais, é sempre importante lembrar o uso de capacete, joelheiras e cotoveleiras, afinal, segurança acima de tudo.

Na cidade de Tubarão, existem várias ciclovias preparadas para receber os ciclistas. As principais ficam nas avenidas próximas à beira-rio, que são cercadas de árvores, oferecendo sombra para os ciclistas. Entretanto, novas ciclovias estão sendo implantadas na cidade, nos bairros Humaitá, Monte Castelo, Dehon e Fábio Silva.

O aumento de ciclovias em Tubarão tem sido pensado em uma alternativa de reduzir o uso de carros, e por consequência, desafogar um pouco o trânsito caótico da cidade, principalmente em horários de pico. A ligação entre os municípios de Tubarão e Capivari de Baixo também está sendo feita por uma ciclovia. O que está esperando para começar a pedalar?

Ciclovia da Beira-Rio, em Tubarão

Texto por: Bárbara Girardi