Evento realizado por três universidades do Ecossistema Ânima atinge 10 mil acessos no primeiro dia

10 mil acessos no primeiro dia
Foto: Unsplash

O Encontro Acadêmico Integrado – EAI, contou com cerca de 10 mil inscritos até a manhã de quarta-feira e segundo seu organizador André Guesser. “Um dos grandes diferenciais do evento é fornecer uma programação ampla nas mais diversas áreas do saber, sem qualquer restrição de acesso”, afirmou.

A pandemia foi um dos pontos de partida para o evento online, pois sem a possibilidade da realização das semanas acadêmicas, onde os alunos podiam ter acesso a informações e profissionais da área para aprender mais sobre o mercado de trabalho e aperfeiçoar suas habilidades, houve a necessidade de suprir esse momento importante. O evento foi aberto à comunidade, onde todos podiam se inscrever e assistir às palestras que tivessem interesse.

Para André, a parte de integração se dá pela liberdade de escolha dos alunos pelas áreas. “Integrado, porque os alunos podem participar das palestras que preferirem, podendo ser de áreas distintas do seu curso, podendo absorver conhecimentos que não iria receber na semana acadêmica do seu curso”.

Para a estudante do quinto semestre de Arquitetura e Urbanismo da Unisul de Tubarão, Isabela Pettesen Mazzucco, a pandemia está sendo um momento para adaptação de trabalhar de forma online, e isso trouxe dificuldades no aprendizado, mas o EAI trouxe um momento de agregar conhecimentos de uma forma mais interessante.

“Chegando a mais um fim de semestre, a cabeça a milhão, o estresse à tona, ter algo diferente que fuja da rotina ajuda muito a descansar um pouco, e não apenas isso, acrescentar ao currículo palestras diversas, que somam no nosso dia a dia, planos futuros e ajudam nas matérias de aula”, comentou Isabela.

Ela participou de palestras de diversos assuntos, como “Oficina como planejar e desenvolver layouts criativos para apresentações acadêmicas”, “A influência da iluminação no comportamento de compra no varejo” e “O mercado de arte para games-arte conceitual, modelagem 3D”,”Semeaduras Urbanas” “Manufatura Aditiva (impressão 3D)- utilização na construção civil, odontologia e na medicina”, “Politécnico de Milano Itália: a experiência como professora visitante” e “A casa do planalto catarinense: Arquitetura rural e Urbana nos Campos de Lages- século XVIII e XIX”.

O evento teve no seu primeiro dia 10 mil acessos simultâneos, o que mostra a grande adesão ao encontro.

Por Emanuella Alves.

Editora-chefe: Geovana Biudes.