Heroína de dois mundos é homenageada em Imbituba

Ana Maria de Jesus Ribeiro. Anita Garibaldi. Anita. Força e significado unem-se quando se fala dela. Anita participou de diversas batalhas, tanto em solos brasileiros, como italianos. Ao lado de Giuseppe Garibaldi, seu marido, lutou na Revolução Farroupilha, na Batalha dos Curitibanos e na Batalha de Gianicolo, na Itália. A lagunense, que faleceu há mais de cem anos, continua com seu legado vivo, conhecida como heroína de dois mundos, continua sendo homenageada em Imbituba.

Em agosto, uma videoconferência ligou os dois mundos de Anita, Laguna e Itália, a fim de apresentar a programação dos 200 anos de seu nascimento de que será comemorado em 2021. O projeto “Due Mundi e Uma Rosa per Anita” (Dois mundos e Uma Rosa para Anita) foi criado com o objetivo de aproximar as duas culturas e manter viva essa memória coletiva. Foi em terras imbitubenses que plantaram o primeiro híbrido de rosa, desenvolvido pelo ex-combatente Giulio Pantoli.

Além disso, um monumento em homenagem a ela foi inaugurado, na última segunda-feira (4), no mirante da Praia do Porto, também em Imbituba. Quatro de novembro de 1839, data que marcou a Batalha Naval, conhecida como Batalha de Fogo, vivenciada por Anita na cidade. “Ela estava sempre a frente de todos, com um fuzil na mão, e um tiro de canhão acertou ela, porém minutos depois ela levanta-se e volta à batalha”, conta Vanéria Pires, uma das guardiãs de Anita.

Para destacar este momento importante para a cultura e história, vivido há 180 anos, a Prefeitura Municipal de Imbituba inaugurou um monumento em homenagem à Anita. “Inclusive para que quem é daqui, o imbitubense que muitas vezes nem conhece a história, possa conhecer, e para os turistas saberem que Imbituba também teve a passagem de Anita Garibaldi”, afirma o prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior.

O monumento

Monumento em construção | Foto: RSC Portal

A estátua do busto de Anita ao lado de dois canhões e uma placa que relata a batalha é uma parceria entre a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e a Diretoria de Cultura, ambos de Imbituba. O monumento recebeu o nome de Batalha Naval de Imbituba – Batismo de Fogo de Anita Garibaldi 4/11/1838, e faz parte do projeto internacional Uma Rosa para Anita. Todas as cidades e os países que Anita e Giuseppe passaram receberão a rosa e prestarão homenagens à ela.

Jean Cristiano Rodrigues, palhocense, produziu a estátua, a qual foi colocada em estruturas construídas pela Seinfra, a partir do reaproveitamento de outras obras. A prefeitura não teve nenhum custo com isso. Segundo Alessandra Santos, Diretora Municipal de Cultura, a inauguração do monumento “é um marco grandioso para a cultura e o turismo imbitubenses, enaltece ainda mais as belezas naturais da cidade”, opina Alessandra.

Troféu Mulher Guerreira Anita Garibaldi

Estendendo as celebrações pelos 180 anos do Batismo de Fogo de Anita em Imbituba, a Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina (ALBSC) promoveu, na noite de quarta-feira (6), um evento no Imbituba Atlético Clube. O momento foi de comemoração e homenagem a mulheres que realizam serviço voluntário.

O Troféu Mulher Guerreira Anita Garibaldi foi destinado, em grande parte, a mulheres imbitubenses com mais de 50 anos, que possuem uma história com o voluntariado. Ivone Lopes de Oliveira, Presidente da Associação Lanche da Amizade, foi uma das homenageadas por estar há 25 anos à frente da Casa de Repouso Imaculada Conceição, o único asilo da cidade. O evento foi organizado pela Diretoria de Cultura e Diretoria de Turismo de Imbituba, e participaram da noite representantes da Prefeitura Municipal de Imbituba, Câmara de Vereadores e Diretoria de Educação.

Ivone recebendo o Troféu Mulheres Guerreiras Anita Garibaldi | Foto: Rodrigo Speck | Prefeitura Municipal de Imbituba
Presidente da Associação Lanche da Amizade fazendo seu discurso de agradecimento | Foto: Rodrigo Speck | Prefeitura Municipal de Imbituba

Saiba mais sobre a cultura de Imbituba.

Por Lara Silva