Mesmo com adiamento, paratleta de Capivari de Baixo sonha com Jogos Paralímpicos em 2021

A paralisação de treinamentos de todos os segmentos esportivos no Brasil afetou vários atletas que vinham em rotinas intensas de trabalho visando disputar competições em 2020. O paratleta Ezequiel de Souza Corrêa, de Capivari de Baixo, continuou seus treinamentos, mesmo com as dificuldades. Ele quer estar nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, evento que foi adiado para 2021 em virtude da pandemia do coronavírus.

Por Yarin Alves, Mariele Freitas, Higor Stork e César Augusto.