Solidariedade em época de pandemia: agentes de saúde recebem aventais feitos por voluntários

Nesse momento, todo cuidado é pouco para os agentes de saúde. No bairro São Martinho, os profissionais receberam aventais em TNT. A professora do curso de Moda da Unisul de Tubarão, Dyeli Fernandes, foi quem resolveu colocar a mão no tecido e produzir aventais para a proteção dos agentes de saúde.

“A ideia começou através da necessidade do uso de aventais pelos profissionais de saúde da unidade básica de saúde de onde minha mãe trabalha, no bairro São Martinho. Entrei em contato com a Unisul para uma possível parceria e a universidade realizou a doação de 100 metros de TNT para os primeiros aventais”, explica Dyeli.

A criação iniciou com a modelagem do avental, feita pela professora em sua própria casa, depois foi feito o protótipo de um avental, com material próprio. Assim que foi provado e aprovado, passaram a comprar o material.

No ateliê, camadas do tecido são distribuídas uma sobre a roupa para depois serem cortadas em série. Depois de cortadas, as peças foram conferidas e contadas em pacotes de 10 unidades e distribuídas para costureiras da comunidade.

Os primeiros 50 aventais foram uma colaboração das costureiras da comunidade Clea Maria Correa, Vera Claudia Amancio, Maria Terezinha Correa e Edineia Cascais e a aluna Leticia Oliveira da primeira fase do curso de moda.

“A moda, ainda mais como fator social de diferenciação e expressão, também nesse momento atua como um fator de proteção, onde, por meio de EPIS, pode oferecer aos profissionais de saúde uma segurança maior ao tratar com os pacientes detectados com a doença. É muito gratificante poder deixar uma marca especial nessa terra e tentar ao máximo com a nossa profissão minimizar os danos já causados no nosso mundo” explica a professora.

Texto: Isadora Zarbato
Foto: Arquivo Pessoal